Blogs avaianos, o novo alambrado

|
"Vou começar contando uma história. No início do ano pensei em montar um blog sobre futebol. Ele se chamaria Alambrado. Era uma singela homenagem a todos aqueles que durante muito tempo assistiram aos jogos nos alambrados das gerais da Ressacada ou do Adolfo Konder.

A razão é óbvia. Lá, naquele lugar que não existe mais, residiram aqueles que não podiam pagar ingressos na arquibancada. Restava o mísero golpe de vista do raso e apertado espaço do alambrado.

Foi neste lugar, no velho e enferrujado alambrado do Adolfo Konder, a assistir e torcer pelo Avaí. Depois, trabalhei durante um tempo no bar do João da gruta, dentro da Ressacada, atendendo justamente este torcedor com o dinheiro contado, convivi com muito destes torcedores.


Lembro-me que naquele balcão vendia bem o samba e o cuba (Coca-Cola com cachaça ou vodka, respectivamente). Muita gente deixou de ir à Ressacada depois que a Costeirinha fechou. Acho que foi um tempo de ingenuidades dentro e fora do alambrado.

Pensei que o futebol iria mudar, que os ingressos seriam mais acessíveis e que poderia ir com meus filhos assistir o meu time jogar. Ledo engano. Como sou professor, tenho que escolher entre ficar sem pagar alguma conta ou ir ao jogo. Outra possibilidade é ver, ouvir ou ler algum imbecil da impressa marrom ou chapa branca. Haja estomago!

Isso tudo pra dizer que fiquei muito feliz ao ver que existe gente bastante competente escrevendo sobre futebol e sem rabo preso com ninguém. Acabei desistindo de criar o blog e passei a acompanhar estes blogs: Avaixonados, Memória Avaiana, DNAzul e o Chuleta Avaiana. Penso que isso será a forma de buscar informação mais democrática que teremos. Será a forma de nos organizarmos em protestos e incentivos. Penso que este é um novo alambrado. Abraços, Livramento".

3 comentários:

ClickAvaí disse...

E M O C I O N A N T E ! ! !

Pena que não haja sensibilidade por parte da diretoria para entender quem realmente é o Avaí!

O Avaí que eu conheci e aprendia a amar são esses personagens do alambrado narrado no texto!!!

ninegentil disse...

Não sou avaiana...mas, como não sentir-se tocada diande deste depoimento.

Acho até que vou deixar minha "pequena" ir ao jogo com ele...

Felipe Matos disse...

Livramento, só agora vi esta postgem. Muito obrigado por seres leitor do Memória Avaiana, faço o blog para nós, torcedores de alambrado (ou não, hehe). Pena que está chegando o dia de nos despedirmos dos estádios! Emocionante seu depoimento, abraço!

Postar um comentário