Ressuscitaram um morto

|
O morto era o Joinville. Os maus resultados estavam se acumulando, as vitórias minguando e as crises internas pipocavam todos os dias pelos lados da Manchester Catarinense. O Joinville estava morto, esse era o pensamento geral. O problema é que Silas e cia levaram isso muito a sério, atitude não permitida para quem recebe salários de cinco e até seis dígitos para não dormirem no ponto.

Além da derrota acachapante por sonoros 4x0, de perder a segunda posição para o primo-segundo-do-Estreito e ver implodir a auto-estima que chegava lentamente às custas de vitórias enfadonhas, o Avaí conseguiu trazer para a briga o próprio Jecaville.

Se estavam meio que fora da disputa para figurar entre os quatro finalistas do segundo turno, agora já figuram no G4 com perigosos nove pontos, um a menos que o próprio Avaí. Coladinho com os mesmos nove pontos vem o cascudo Criciúma. Estava fácil demais? Agora aguenta.

9 comentários:

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Quando se noticiou que iriam exumar o corpo do Tim Maia, o Avaí não quis ficar por baixo e botou mais um zumbi na mídia. Eita vontade a aparecer.

Aninha Bona disse...

se eu sou o estrada vou-me embora do avaí, igual fez o leonardo ao ser informado q seria reserva de cristian...o estrada ser reserva do diogo orlando é pacabá

Jairo Batistela disse...

cara o avaí tem um técnico que é a sua cara: CAGÃO
encheu o time de zagueiro e volante e transformou a campanha do tri numa peneira de gols sofridos.
o time é tão fraco quanto o técnico e a diretoria idiota comandada pela paizão zunino.
TEM QUE SE F... MESMO!!!

Jaime disse...

4x0.... e era fácil blogueiro.

o Avai só ganha do metropolitano.. perdeu para chapecoense duas vezes, perdeu para o imbituba em casa, sofreu para ganhar do Brusque, metropolitano, empatou com o criciuma... o time é horrivel, como vai pra Joinville com ar de já ganhou? levaram o olé e agora voltam pra Floripa com a sacola cheia...

tenham mais respeito, pois a avai está com um amontoado de jogadores, felizes até hoje porque um dia ficaram em sexto no brasileiro, hoje a realiadade é outra..

kkkkkk

Felipe Silva disse...

Acho que o grande erro do Silas é tentar remontar o time de 2009, quando, pelo elenco que temos hoje, ele deveria remontar o time de 2008.

Não temos três zagueiros bons. Temos dois, talvez um e meio. Não dá pra jogar no 3-5-2 com caras como Gian e Leonardo, que são fracos, inclusive na bola alta, que deveria ser o seu forte, já que são dois grandalhões.

Aliás, não entendo essa neura pela altura do time. O Avaí joga com três zagueiros e já levou sete gols de bola aérea em oito jogos com o Silas, geralmente em cima de Gian (1,91m) e Leonardo (1,88m). De que adianta ter um gigante na zaga? Ano passado, cada vez que entrava o Gabriel, vulgo Boneco de Olinda, o time levava um gol de cabeça.


Voltando às comparações com 2008:

a) temos goleiros que saem mal do gol, como era Martini em 2008;

b) temos um lateral-direito (Gustavo) ruim e raçudo, com mais pulmão que inspiração e pegador na defesa, como era o Ferdinando em 2008;

c) temos um volante canhoto, que é o mesmo de 2008 (Batista), que pode cobrir as subidas do lateral-esquerdo que, como era Jef Silva em 2008, apoia melhor do que defende. Não é tão veloz como o Jef, mas chega bem ao fundo;

d) Temos um meia-armador (Marquinhos, o mesmo de 2008) e dois meias-atacantes agudos (Estrada e Marquinhos Gaúcho) que podem fazer a mesma função que o Válber fazia em 2008;

e) Rafael Coelho é o Evando de 2008: forte, habilidoso e chuta bem com as duas pernas (uma de cada vez, claro...);

f) William é o mesmo William de 2008.

Falta Silas ser o mesmo de 2008...

Abaixo, como eu escalaria o time de 2011 e como era o time de 2008 (entre parênteses):

Alguém (Martini)
Gustavo (Ferdinando)
Emerson Nunes (Turatto/Ozéia/Cássio)
Cássio (Émerson)
Julinho (Jef Silva/Zé Rodolpho)
Marcinho (Marcus Winícius)
Batista (Batista)
Marquinhos (Marquinhos)
Estrada (Válber)
Rafael Coelho (Evando)
William (William)

Não tenho Blog, mas é do Avaí. disse...

e pra variar tomamos gol do Lima... Alguém sabe quantos gols lima já fez no Avaí?

Rogério - Itajaí disse...

O Jecaville entrou em campo pro tudo ou nada. Era o jogo da sobrevivência no campeonato. Um resultado negativo significaria que as bailarinas teriam que voltar ao Bolshoi e deixar o Catarinense pra próxima temporada... Já o Leão, entrou mansinho, mansinho... Evitando divididas, poupando-se fisicamente, desligado, talvez pensando mais no clássico e até no Ipatinga...

Lima e Ramon dançaram um "Pas de Deux" na frente de nossa zaga que assistiu, encantada, a apresentação, sem intervir... Sequer aplaudiram as bailarinas, talvez com medo de atrapalhar o espetáculo...

Se alguém ainda tinha alguma dúvida de que nosso sistema defensivo depende de Marcinho Guerreiro, o jogo de ontem foi didático: a exemplo do que já aconteceu no jogo contra o Metropolitano, foi sacar o homem do campo pra coisa desandar, de vez!

Cássio até parece ter ganhado mais timing de bola, mas aquele Leonardo é caso de polícia!!! perde todas pelo alto e, nem de longe, conseguiu acompanhar os atacantes do JECA.

Outra coisa: se é pra improvisar alguma coisa, coloca logo o Estrada de segundo volante! ele tem mais físico, técnica, disposição e raça que esse Diogo Orlando!

Pra finalizar, Até a Gorete joga mais do que esse Renan no gol do Avai! Pelamordedeus!!! O cara joga adiantado, não sabe sair do gol e tem uma saída de bola medonha...

Tinha tudo para o clássico ser de muita pressão pros lados do além pontes... Mais uma vez, nosso time conseguiu jogar contra o patrimônio e inverter toda a responsabilidade do jogo. Agora, ou ganha o clássico ou tchau, tchau segundo turno. Ou vocês acham que jogando essa bolinha temos alguma chance de ganhar uma das vagas à final fora de casa???

Abraços!

FRPereira disse...

Quando acabar o campeonato veremos onde o JECa vai chegar. O time deles é de serie c com c minusculo. Horrivel. Perder pro Jec é pior que perder pro Concordia. O Silas ta de sacanagem.... tem gente muito melhor de fora deste time.

Israel disse...

Incrível como esses jogos de sobrevivência dos outros times, jogo da vida como dizem, onde os times se superam, coincidentemente são sempre contra o Avaí, ah pára néoooooo... temos o dom de ressucitar os mortos mesmo e tá acabado.

Israel - Itajaí

Postar um comentário