Avaí, só não pode perder

| 0 comentários
E uma das partidas mais importantes desta reta de chegada da série B finalmente acontece às 19h30 de hoje no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Avaí e Ponte Preta se enfrentam em situações parecidas e diferentes ao mesmo tempo. Ambos estão no G4, alimentam sérias intenções de conquistar o acesso para a elite do futebol brasileiro e desfilam declarações de respeito mútuo.
Avaí 1x0 Ponte 1º turno - Foto Jamira Furlani
De diferente, bom, aí tem uma penca de coisas. A Macaca vem de uma sequência de nove partidas de invencibilidade, com sete vitórias e dois empates. Ocupa a liderança na tabela com 57 pontos ganhos, joga dentro de casa com o apoio de sua torcida e vê nesse confronto a possibilidade real de encaminhar inclusive o título do campeonato.
Já o Avaí, que vinha empolgado por uma série invicta de 12 rodadas, caiu vertiginosamente de produção, perdeu aquele bom futebol que fazia a torcida sonhar com uma segunda estrela amarela, somou apenas três pontos dos últimos 12 disputados, ocupa a quarta posição no G4 e se vê ameaçado pelo Ceará, dois pontos atrás e que hoje enfrenta o Icasa.
Sabendo destas diferenças, Geninho resolveu fazer algumas mudanças no seu Avaí de maneira a evitar de todo custo sair do interior de SP sem pelo menos um ponto na bagagem. Fortaleceu o setor defensivo sacando os laterais Bocão e Eltinho, e promoveu os retornos de Eduardo Costa, João Filipe e Marquinhos para o meio de campo. Como se pode perceber pela escalação, vamos com três volantes para cima da Ponte: Vagner; Marrone, Pablo, Bruno Maia e Thiago Carleto; Eduardo Costa, João Filipe, Eduardo Neto e Marquinhos; Anderson Lopes e Bruno Mendes.
Embora essa seja uma rodada tensa, é bom lembrar que dependendo da combinação de alguns resultados infelizes dos outros TOP 5 do campeonato, uma vitória do Avaí nesta noite pode representar o retorno para a vice-liderança da série B. Pouco provável, é verdade, mas absolutamente possível e desejável por todos nós. Não perder é o objetivo número um do Avaí em Campinas.

Mas onde diabos estão os chineses?

| 0 comentários

Semana decisiva para o Avaí

| 0 comentários
Com o baixo rendimento das últimas quatro partidas, é claro que Geninho partiria para algumas alterações em seu time-base. Quando uso a palavra "claro", é por se tratar de um técnico experiente, que não tem mais nada o que provar e pode, sim, realizar as mudanças que julgar serem necessárias para os diferentes momentos de cada um de seus comandados. Fosse outro, "morreria" no campeonato por medo de mexer e perder o controle do grupo, como já vimos antes na Resssacada.
Geninho apertou "aquele" botão - Foto Avaí
O fato é que Geninho apertou o botão do foda-se e quando percebeu que Bocão e Heltinho realmente atingiram o seu limite de elasticidade sacal. Ato contínuo perdem a vez para Marrone e Carleto. Essa movimentação de peças, somada a entrada do zagueiro João Felipe na vaga do meia Diego Felipe, apontam para um reforço na parte defensiva de maneira a não sair de Campinas com uma derrota.
Se o empate com a Ponte Preta não é o melhor dos resultados, que pode inclusive representar a entrega da 4ª posição na tabela para o Ceará, é fato que o Avaí terá ainda sete rodas finais para recuperar-se desse meio-revés. Geninho sabe disso, entende que a partida de amanhã vale muito em termos de pontuação e, sobretudo, a autoconfiança tão importante para a reta final da série B. Nessa semana o Leão decide o que ainda quer de 2014.

Que venha uma semana de alegrias

| 0 comentários
Família avaiana na Ressacada - Por Jamira Furlani - Foto Divulgação Avaí FC

Geninho muda meio time

| 0 comentários
Se você também ficou assustado, seja bem-vindo ao clubinho. Não é de hoje que Geninho vem dando sinais claros de descontentamento de sua equipe, entretanto não imaginava que chegasse a tanto. Mas essa é a informação dada pelo portal Infoesporte, confirmando que o Avaí terá muitas mudanças para enfrentar a Ponte Preta na próxima terça-feira. É "final" de campeonato, amigo.
Arte Avaí FC
Segue a matéria dizendo que após comandar um treino na manhã de hoje, o técnico avaiano só não mexerá no gol e no ataque, mas todos os demais setores sofrerão com esse tsunami de alterações. Nas laterais, Marrone e Carleto jogam Bocão e Eltinho para fora de campo. Na zaga, o professor  espera que vingue o efeito suspensivo sobre Antonio Carlos, o que recolocaria Bruno Maia no banco.
No meio-campo, Eduardo Costa e Marquinhos retornam do DM e entram nos lugares de Júlio César e Diego Jardel. Já Diego Felipe perdeu sua vaga no time e dará lugar a João Filipe. Assim posto, atenção então para a nova formação do Avaí: Vagner; Marrone, Antonio Carlos, Pablo e Thiago Carleto; Eduardo Costa, João Felipe, Eduardo Neto e Marquinhos; Anderson Lopes e Bruno Mendes.

A palavra é competência

| 0 comentários
Ontem tivemos o fechamento da 30ª rodada da série B, o Avaí perdeu uma posição na tabela. Com a vitória do agora segundão Joinville sobre o Ceará por respeitáveis 3x0, o Leão da Ilha passou a ocupar a 4ª colocação, apenas dois pontos acima dos cearenses, o temido 5° colocado. A Ponte Preta continua soberana no topo do campeonato após vencer a Portuguesa por 3x0 no Canindé e o Vasco deu mais uma bobeira ao ser derrotado pelo Náutico por 1x0, indo parar na 3ª colocação.
No futebol, fé sem gols complica. Foto Estado
A proximidade de pontuação dos cinco que lutam diretamente pelo acesso vai produzindo mudanças repentinas a cada rodada. Um empate já é o suficiente para que as peças se mexam nesse tabuleiro pra lá de embolado e que não está livrando a cara de nenhuma equipe em caso de "acidentes de percurso". A partir de agora será a competência o fator que fará a diferença entre os vencedores e perdedores.
Nas próximas oito derradeiras rodadas todas as partidas se revestem de um nítido caráter de decisão. Para o Avaí, especificamente, suas vida será decidida nesta terça-feira diante da líder Ponte Preta, em Campinas, e na próxima sexta-feira, aqui na Ressacada contra o empolgado Joinville. Adversários diretos, Ceará fungando no cangote, "doze pontos" estarão em jogo nestes compromissos. Em meio a essa fase de insegurança provocada pelos pelos 25% de aproveitamento das últimas rodadas, Geninho e seus atletas terão que reaprender o caminho das vitórias. Não há mais tempo para planos de motivação que não passem pela competência.

Antes de marcar, atacar e cruzar

| 0 comentários

Marquinhos dá o seu recado

| 0 comentários
A nossa colocação do campeonato é boa, o nosso rendimento nas últimas partidas é que nos deixa bastante preocupados. Mas sabemos como chegamos nessa situação de poder queimar essa gordura e como batalhamos para conquistar esse objetivo, então basta retomar. Futebol ninguém desaprende, tem momentos ruins na carreira, no próprio campeonato, então cabe simplificar. Simplificar os jogos começar a fazer as coisas mais simples que estávamos fazendo e correr, batalhar bastante e correr sempre atrás do resultado positivo para comemorar bastante. Nossa posição é privilegiada na competição, só o que mais preocupa é o rendimento que está muito abaixo”.
"Esse não pode ser um ano a mais na vida dos jogadores, eles de repente não vão ter essa oportunidade de um acesso, uma equipe grande e para a carreira do jogador vai ser importante. Depois que eu subi com o Avaí eu fiz os meus melhores contratos. E os jogadores que ficarem, no mínimo vão dobrar os salários em caso de acesso. A gente tem que se concentrar um pouco mais, acatar o que o treinador fala, ele passou por isso tudo e o desfecho dele sempre foi feliz".

Molecada sub-17 está na final

| 0 comentários
Matéria via site do Avaí. "Com um golaço no final do jogo, o Sub 17 do Avaí garantiu a classificação para a final do Campeonato Estadual, ao derrotar o Figueirense, na Ressacada, pelo placar de 3 a 1. O rival foi quem abriu o placar. O Avaí empatou com Juninho e depois virou para 2 a 1 com gol de Baiano. Já nos minutos finais, um golaço de fora da área, por cobertura, deu números finais ao clássico em 3 a 1. O golaço tem a assinatura de Cleyson. Na final da competição, o Avaí vai enfrentar o Joinville, que derrotou a Chapecoense na semifinal" Parabéns também ao técnico Emerson Nunes.

Esse Avaí...

| 0 comentários

É conversando que eles se entendem

| 0 comentários
Ontem foi dia de discutir a relação no Avaí. Sem aquele velho conhecido problema dos últimos anos, a falta de pagamento de salários, parece que não estão restando muitas explicações paralelas para a queda de rendimento do time nas últimas quatro rodadas. Ou o problema é técnico ou é emocional.
Chico Lins - Foto Cristiano Estrela / Ag. RBS
Se é técnico, estamos num mato sem cachorro. O elenco é esse, a janela de transferências já se fechou, não vai chegar mais ninguém com o status de reforço. Agora só resta torcer para que Geninho saque de sua cartola um jeito diferente de jogar que resulte num melhor aproveitamento das qualidades individuais de cada um dos jogadores que estão aí.
Mas se há uma pendência emocional instalada no cucuruto do elenco, ontem Chico Lins resolveu bater um papo com a boleirada. Primeiro ouviu, claro, mas logo em seguida procurou relativizar o impacto dessa sequência ruim e focar na reta final da série B. Geninho esteve presente e reforçou as palavras do dirigente que foi contratado exatamente por ser um profissional bom de vestiário.
Além da indução cerebral à fórceps, já que nem Geninho e menos ainda Chico Lins são formados em psicologia do esporte, mas tão somente na chamada "escola da vivência no futebol", claro que acabou rolando aquela pressãozinha baseada na parte mais dolorida do ser humano, o bolso. A importância que o acesso terá para a carreira de cada um deles, a possibilidade de um contrato melhor para 2015, coisas que podem fazer muita diferença para a qualidade de vida dos jogadores. A essas alturas do campeonato, está valendo todo e qualquer tipo de tentativa, desde que seja realmente produtiva.

O futebol por um ângulo inusitado

| 0 comentários

O Córdoba, último colocado do Campeonato Espanhol, aproveitou uma partida amistosa para inovar na área das transmissões esportivas. O clube resolveu acoplar câmeras nos uniformes para mostrar o espetáculo do ponto de vista dos jogadores. O pequeno equipamento também vinha ligado a um medidor de pulso e de aceleração, que informavam o ritmo cardíaco e a velocidade dos barbados. Motivo de preocupação ou euforia para as nossas redes de TV? via Máquina do Esporte

Água parada não move moinho

| 1 comentários
Geninho já detectou esse marasmo no poço onde o Avaí se meteu nas últimas quatro rodadas, disso o torcedor pode ficar absolutamente certo. As águas turvas desse futebol pouco eficiente conseguiram irritar o técnico avaiano, que já acena com mudanças para a equipe que enfrentará a Ponte Preta na próxima terça-feira. Bocão, Diego Felipe e Bruno Mendes são as bolas oito da vez, devem pegar um banquinho de leve e servirem de alerta para os demais meninos barbados do elenco.
Foto André Palma Ribeiro Avaí FC
Além das cobranças de Geninho, é certo que o grupo deve estar "discutindo a relação" nos momentos de ajuntamento. Os remanescentes de 2013 não querem ser novamente protagonistas de um fracasso na reta de chegada da série B e os que chegaram para essa temporada estão aprendendo que essa é uma marca que não acrescenta nada ao currículo de um atleta que pensa em continuar sua carreira em alto nível e com salário acima de cinco dígitos.
A luz que está nitidamente amarela periga ficar "laranja" após o complemento da 30ª rodada nesta sexta e sábado. Vasco e Ponte podem disparar nas primeiras posições, Joinville ou Ceará podem ultrapassar o Avaí e a distância para o 5° colocado cair para apenas um ponto. Nesse cenário de aproximação daqueles outrora distantes no espelho retrovisor, a partida diante da Malaca de Campinas já começa a ter status de decisão. Uma vitória será motivo de redenção suprema. Um empate, é aquela coisa meio barro, meio tijolo. Já uma derrota, meus amigos, haja palestra motivacional para retomar o caminho do acesso. Mas isso quem vai decidir são eles, os meninos barbados de Geninho.

Um número

| 0 comentários
A média de público do Avaí na série B está em 4.786 torcedores por jogo na Ressacada. Foto Gazeta Press

Vetado patrocínio em camisa

| 0 comentários
Calma, não estamos falando do Avaí, que continua esperando um patrocinador master desde que o logotipo da ICT foi sacada do manto azurra por falta de pagamento. É que segundo matéria do portal Máquina do Esporte, o Manchester United, clube com os maiores ganhos em patrocínio no mundo, quis ir mais longe e pediu em reunião entre os participantes da Premier League, a primeira divisão da Inglaterra, autorização para usar patrocínio também na parte de trás das camisas.
A proposta, porém, foi rejeitada pelos clubes por unanimidade. Para as demais equipes, a nova possibilidade de renda só serviria para os times grandes, que conseguiriam atrair novos (e milionários) patrocinadores, aumentando ainda mais o desnível entre as equipes que disputam o Campeonato Inglês.
O desnível, de fato, só tende a aumentar, o que se torna um dos principais desafios para o Campeonato Inglês manter a competitividade. Há dois meses, o Manchester United anunciou patrocínio milionário da Chevrolet. Pelo acordo, válido por sete anos, o clube receberá cerca de R$ 191 milhões por temporada. No ano que vem, a Adidas vai se tornar fornecedora do material esportivo por R$ 300 milhões/ano.
Neste ano, o Manchester United ficou de fora das principais competições europeias. Após uma fraca temporada, não obteve classificação nem para a Liga Europa. A diretoria calcula que deixará de arrecadar cerca de R$ 193 milhões. Não bastasse isso, o clube colheu ainda resultados ruins no início da temporada. Para melhorar o elenco, gastou R$ 580 milhões para trazer craques como Di Maria e Falcão García.

Dia do professor

| 0 comentários
Montagem gráfica a partir de imagem do blog Workthatmatters.

O pesadelo de 2013 está de volta

| 2 comentários
Como já era esperado, as generosas dimensões do gramado do Serra Dourada ajudaram em muito para que Atlético e Avaí tivessem espaços de sobra para desenvolverem o futebol que bem entendessem. E as equipes jogaram abertas, criaram oportunidades de gol à reviria, sendo que em toda a partida os rubro negros do Centro-Oeste foram os mais ambiciosos pelos três pontos.
O "gigante" Primão - Foto André Costa AE
O Avaí sentiu pelos cinco desfalques deixados em Florianópolis, mas sobretudo as cobranças certeiras de bola parada por parte de Marquinhos Santos. A única jogada mortal do time de Geninho não pôde ser executada no jogo de ontem com aqueles resultados que nos acostumamos a acompanhar pela TV ou ao vivo na Ressacada.
Apesar das más atuações de nossos alas, de um sumido Diego Felipe e dos pouco eficientes Bruno Mendes e Anderson Lopes, a partida chegou ao final dos 90min num empate que parecia agradar o técnico do Avaí. O Dragão de Goiás, com ínfimas possibilidades de acesso, preferiu não se conformar com um ponto que nada lhe acrescentava e decidiu decidir (sic) a peleja nos 5min de acréscimo através de seu "gigante" saído do banco de reservas.
Com estrelas do naipe de Luciano Sorriso, Pedro Bambu e Mateus Caramelo, coube ao atacante Tiago Primão, reserva de 1.50m que entrou na etapa final, fazer o placar da vitória do Dragão em apenas dois minutos, quando o responsável pelas pombocas do estádio já se preparava para desligar os disjuntores da iluminação. O primeiro, de cabeça e sem precisar sair do chão (lembre-se, 1.50m), e o segundo dois minutos depois, aproveitando-se de uma saída de bola atrapalhada do goleiro Vágner e fazendo de cobertura quase do meio de campo.
No frigir dos ovos das últimas quatro rodadas, chegamos à preocupante constatação de uma grande queda de rendimento do Avaí. Com quatro adversários meia-boca pela frente (Náutico, ABC, Icasa e Atlético/GO), os meninos barbados da Ressacada conquistaram apenas três pontos, apresentaram um aproveitamento pífio de 25%, pode perder a terceira posição para Joinville ou Ceará, pega agora a líder Ponte Preta em Campinas e corre o risco de sair do G4. Não, não é impressão sua, aquele filme de terror quer se repetir: o pesadelo de 2013 está de volta.

Avaianas, as legítimas

| 0 comentários
Fabiana Silva, torcedora do Avaí FC.

Um olho no padre, outro na missa

| 0 comentários
Quando entrar no Serra Dourada às 21h de hoje, o objetivo do Avaí será confirmar a sua posição no G4 da série B, o que pode ser mantido nessa 30ª rodada até perdendo para o Atlético/GO. Relembrando a tabela, a Ponte Preta lidera com 54 pontos, o Vasco vem atrás com os mesmos 54, o Avaí tem 52, o Joinville fecha o Top 4 com 51 e o Ceará está na fila do gargarejo com 50 pontos.
Serra dourada - Foto Marco Antônio Astoni
Diante de um adversário que não quer nada de muito sério no campeonato e que não é um bicho de sete cabeças, é certo que o Avaí pensa seriamente em fazer os três pontos nas costas do Dragão de Goiás. Como já comentado aqui anteriormente, no sábado JEC e Ceará devem "se matar" no sábado no estádio em Joinville, o que deixaria o Maior de SC numa situação deveras confortável nesse momento da competição. Com um olho no padre e outro na missa, ao Avaí resta fazer a sua parte não dar bobeira justamente agora.
Mas se a rapadura é doce, diz a lenda que também não é nada mole. Geninho chega no Centro-Oeste com um bocado de dores de cabeça para montar a equipe para essa noite. Nada mais, nada menos que cinco desfalques para branquear um pouquinho mais a cabeleira do professor. Sem se alongar muito nesse pequeno drama azurra, Antonio Carlos, João Filipe, Eduardo Costa, Marquinhos e Roberto estão fora da partida. Assim, a provável escalação do Leão será Vagner; Bocão, Pablo, Bruno Maia e Eltinho; Julio César, Eduardo Neto, Diego Felipe e Diego Jardel; Anderson Lopes e Bruno Mendes. Meu palpite para hoje é 1x1.

A musa do Dragão de Goiás

| 0 comentários
Paula Aires, modelo fotográfico, torcedora e musa do Atlético-GO.