Férias do blogueiro

| 0 comentários

Atenção leitores, nos vemos em 2015

| 0 comentários
Amanhã tem início a tradicional viagem de fim de ano da família Santos. O destino será o Rio Grande do Sul, terra da patroa, passando por diferentes regiões para visitar a gauchada. Começando pelo litoral, Capão da Canoa é parada obrigatória para a abraçar o tio Paulo e a tia Dete. Depois vem a ceia de Natal em Porto Alegre, depois Sapiranga, dali para Santa Maria e finalmente... Flonópix.
Por isso, a partir de amanhã faremos uma retrospectiva visual do que foi a temporada 2014 para o Avaí. De janeiro a dezembro, as fotos e fotomontagens que fizeram parte de nossas angústias e alegrias esportivas com esse time-montanha-russa que nos levou da possibilidade de queda para a segunda divisão do Campeonato Estadual até a conquista do acesso para a série.
Os posts já estão todos eles agendados e serão automaticamente publicados de 23 de dezembro à 4 de janeiro sempre às 8h, 11h, 16h e 20h. Desde já deixo meu abraço a você, desejando um Natal mágico em felicidades e um ano novo entulhado de saúde e sucesso em todas as áreas da sua vida.

O novo contratado do Avaí

| 3 comentários
A imprensa já dá como certa a contratação do volante Maylson. O jogador tem 25 anos, passou pelo Wilfredense em 2013, dançou de cueca na Ressacada após os 4x0 que deram início ao flagelo de derrotas até o adeus ao acesso daquele ano. Em 2014 foi para o Criciúma onde praticamente não foi utilizado por conta de uma lesão na coxa e outra no joelho, mas que retorna à Capital com contrato de um ano sob forte resistência de muitos torcedores avaianos. Foto Marcelo de Bona

Natal, reveillon, mas fique de olho

| 0 comentários
Embora a diretoria avaiana siga fazendo o seu dever de casa, buscando as opções de melhor custo-benefício nesse mercado inflacionado de fim de ano, não tivemos ainda nenhuma informação oficial sobre contratações. Essa não é uma atitude isolada do Avaí, mas de todos os clubes brasileiros minimamente organizados. Abrir o bico para animar a torcida não é a melhor estratégia.
O "boato" de Cacau Menezes, colunista social que vez por outra se aventura pela área esportiva, foi a única marola desse "mar de azeite" no Sul da Ilha. Lançar um post à queima-roupa que Kleber Gladiador já estaria com um pé no Avaí, serviu para animar o final de semana da nação azurra.
Aliás, está sendo interessante acompanhar as discussões sobre essa que seria uma contratação de impacto não apenas para o Maior de SC, como também para todo o Estado. Os argumento prós e contras estão explícitos nas redes sociais, mas todas as movimentações continuarão assim mesmo, na base das possibilidades, fofocas e opiniões pessoais. Cinco ou seis apalavrados? Bom, não creio que tenhamos alguma novidade concretizada no elenco nessa semana.
Por isso vamos fazer as últimas compras de Natal, preparar a ceia com a família e amigos, depois dar um pulo no comércio para catar uma roupa branca, uma Sidra para estourar na Beira Mar Norte, mas sempre de olho nos informes do Avaí. A qualquer momento pode pintar um novo nome e até mesmo um centroavante matador, uma lenda na Ressacada.

Kleber Gladiador no Avaí, pensa

| 0 comentários
"O que dizem e eu não afirmo é que  Cleber, ex-Palmeiras, Cruzeiro, Grêmio e que disputou a Série B deste ano pelo Vasco da Gama, estaria com um pé no Avaí." Palavras de Cacau Menezes no seu post publicado na última sexta-feira. Até onde isso é factoide ou furo jornalístico, aí é você quem decide. Mas só pela zoeira e o roer de unha dos secadores do Estado, já está valendo a pena".

Catarinenses com R$100 milhões em caixa

| 0 comentários
Luís Augusto Símon para o UOL - "Com quatro times na Série A do Brasileiro e um na Série B, Santa Catarina terá um aporte financeiro  apenas de cotas de televisão, em torno de R$ 100 milhões em 2015. Se você está surpreso com a força do futebol catarinense, que ficou de 2003 a 2013 com um ou dois times - Criciúma, Figueirense e Avaí na Série A - saiba que os planos são muito maiores.
(...) "Esse valor é muito importante para o estado. Faz girar a economia, há contratações em hotéis e os clubes podem melhorar ainda mais", diz Delfim Peixoto. E há outra bala na agulha. "O Metropolitano de Blumenau tem um trabalho muito bom. Tem chance de ser campeão catarinense e já bateu três vezes na trave para chegar na Série C. É um clube bem estruturado e terá acessos contínuos".
O número de clubes competitivos é uma das forças de Santa Catarina. Desde 2003, o estado teve cinco clubes diferentes na Série A. Apenas São Paulo, com dez clubes, o supera.  Santa Catarina está a frente do Rio e de Minas, com quatro e Rio Grande do Sul, com três representantes. Todo o Nordeste teve oito representantes (..).
A Chapecoense chegou à Série D em 2009. Foi campeão. Em 2010, houve problemas e o time quase caiu para a segunda catarinense. Aí, engrenou: em 2012, subiu para a B e em 2013, para a série A. "Aqui não tem 'loucuragem', não se contrata figurão e não se paga salários astronômicos. O mês tem 30 dias, o que é um chamariz no futebol brasileiro", diz o presidente. O teto salarial é de R$ 80 mil. A folha total é de R$ 1,5 milhão. "Quando a gente estava na B, o maior salário era de R$ 25 mil e a folha chegava a R$ 500 mil. Nossa cota aumentou muito e não torramos tudo. Os gastos aumentaram menos do que nossas receitas", explica o presidente Sandro Pallaoro (..).
Nereu Martinelli, presidente do Joinville, aponta a gestão empresarial como a razão do sucesso catarinense. "Enquanto ninguém falava de nós, construímos um centro de treinamentos, passamos a dar alimentação adequada e balanceada aos jogadores, os campos ficaram ótimos, há ótima fisiologia e DM de qualidade. Passamos a ter uma boa categoria de base. Aqui, é 70% gestão e 30% emoção porque ninguém vive sem emoção". (...) O clube não deve a ninguém. Nem aos jogadores. "Nosso prêmio era de R$ 700 mil pelo acesso e mais R$ 300 mil pelo título. Todo mundo já recebeu. Temos R$ 380 mil de patrocínio mensal e estamos negociando com um patrocinador máster. E no catarinense, teremos 14 meninos da base jogando. É como um laboratório para a Série A", diz o presidente.
O Avaí sonha com a sul-americana em 2016, mas ficará feliz em manter-se na Série A. "Não adianta ficar imaginando o que não se consegue. O jeito é trabalhar com teto salarial enxuto e jogadores de caráter. Não aceitamos mercenários e queremos jogadores que sonhem em crescer." O acesso só veio na última rodada, com uma série de resultados. "Nosso planejamento era para que fosse mais fácil, mas tivemos problemas financeiros que estamos resolvendo. Subimos para ficar", diz o presidente.
Todos os entrevistados falam em uma mudança de pensamento dos dirigentes do futebol catarinense. "Ninguém mais torce para o outro cair. Se tivermos mais representantes, ficamos mais fortes individualmente", repetem, com uma outra diferença de enfoque. Unidos e com dinheiro, não aceitam ser ioiô. São quatro, têm certeza que serão cinco e sonham com o sexto elemento"."

Medina é o Avaí no Hawaii

| 0 comentários
Dizem que ontem um tal de Medina se tornou o primeiro brasileiro a conquistar um campeonato mundial de surf. Também dizem que esse é aquele lateral-direito-meia com cabelo à lá Zacarias que passou pelo Avaí há alguns anos. E dizem ainda que se não for o mesmo, pelo menos tem o mesmo DNA de série A daquele outro lá que arrebentou em Pipeline. Montagem sobre foto de Kirstin Scholtz / ASP

Os movimentos de mercado do Avaí

| 0 comentários
Pocademora o Avaí deve anunciar o seu pacote de caras novas para 2015. O campeonato catarinense é logo ali, depois tem a Copa do Brasil, a série A, enfim, reforço é a palavra de ordem na Ressacada. Por enquanto temos muitas divagações e nenhuma negociação concretizada, então aí vai um levantamento do Infoesporte dando uma geral nas movimentações de mercado do Leão da Ilha:
Quem chega - Sander (lateral-esquerdo/ex-Rio Branco)
Quem sai - Diego Viana, Pablo, Héber, Jean Silva, Abuda, Egon, Bocão, Diego Felipe, Willen, Thiago Carleto
Quem pode chegar - Edinho (meia/ex-Fortaleza), Renan Oliveira (meia/Atlético-MG), Pimentinha (atacante/Sampaio)
Negociando - Antonio Carlos, Vagner, E. Neto, E. Costa, João Filipe, Marrone, Diego, Néris, Philipe Maia, Arlan, Revson
Quem fica - Eltinho, Roberto, Diego Jardel, Marquinhos, Toshi, Anderson Lopes, Bruno Mendes, Wilker
Sobre a de ida Pablo para a Macaca, a maior perda do Avaí até o momento, Chico Lins explicou para o repórter Fabiano Linhares as razões de sua saída: "O Pablo fez uma grande temporada, chamou a atenção de alguns clubes e o seu empresário queria, além e uma melhora no salário, isso a gente não discute, vender parte do direitos. É normal ele querer capitalizar, mas infelizmente o Avaí não tem essa condição. A Ponte Preta sinalizou com isso e saímos da disputa".

Sucessos de bilheterias na série A

| 0 comentários
O Corinthians aproveitou bem o 2014, ano de estreia da nova arena, subiu o preço dos ingressos no Brasileirão e terminou o ano no topo do ranking dos times que mais arrecadaram. Nos 19 jogos do Brasileirão, o Corinthians levou R$ 22.376.804 em bilheteria. O número poderia ser ainda maior, já que o TImãop mandou alguns jogos no Pacaembu e no Canindé antes de estrear a arena.
Campeão com sobras, o Cruzeiro soube usar o bom aproveitamento do time dentro de campo e também lucrou bastante durante o Brasileirão com os jogos no Mineirão. Os números finais da Raposa não foram divulgados, mas até o dia 28 de outubro, quando o campeonato estava na 31ª rodada, o time mineiro somava lucro de R$ 13.562.768.
O Internacional voltou ao Beira-Rio em 2014 após longo tempo distante do estádio para a reforma que visava a Copa do Mundo. Com o Gigante de volta, o Inter faturou nada menos que R$ 10.534.084 durante o Campeonato Brasileiro. O Grêmio está colado no maior rival. Já tinha o estádio Olímpico, mas construiu uma nova arena do zero. Com a nova casa, o clube arrecadou R$ 10.437.678 nos 19 jogos em casa.
O Palmeiras não estava entre os times com maior bilheteria do Brasileirão, mas entrou no grupo no finalzinho, com os dois jogos que mandou no Allianz Parque. Somadas as rendas na nova casa aos jogos do Pacaembu, o Verdão levou R$ 9.219.677 em 19 partidas. Ainda em terras paulistas, o Morumbi pode não ser tão moderno quando a Arena Corinthians, a Grêmio, o Beira-Rio, o Allianz Parque e o Mineirão, mas continua grande. Não à toa, o São Paulo lucrou R$ 8.271.768 nos jogos em que mandou no estádio. Matéria do portal R7

Esperando o avião russo

| 0 comentários
Mais de uma década de espera, mas se a esperança é a última que morre e não está morto quem peleia...

O Avaí precisa pedalar em SC

| 0 comentários
Futebol é momento e resultado, assim nossa cultura aprendeu a enxergar as coisas relacionadas ao futebol. Por isso, numa temporada onde o Avaí decidiu apresentar as armas do sucesso apenas na última rodada da série B, quando o torcedor já estava antecipando suas compras de Natal, a desconfiança foi reinante durante quase todo ano e os números começam a fazer a sua cobrança.
Na pesquisa apresentada em outubro passado pelo Ibope Inteligência e publicado pelo jornal Notícias do Dia, as respostas dos 1.400 entrevistas de oito diferentes regiões de SC colocaram o Avaí na 3ª colocação entre as maiores torcidas do Estado, com um percentual de 11% da preferência dos catarinas. O Joinville, campeão da série B com uma campanha bem mais equilibrada durante as 38 rodadas, aparece em primeiro com 15%, seguido de perto pelo Wilfredense com 12% e Criciúma, em quarto, com 9%.
Na Timemania o Avaí continua absoluto em Santa Catarina, com 2,5 milhões de apostas (está em 22°), seguido de longo por Joinville (30°), Wilfredense (56°) e Criciúma (61°). Entretanto, por não fechar o ano entre os 20 clubes com maior número de apostas nessa loteria, o faturamento será muito pequeno, bem abaixo das necessidades orçamentárias, o que impede o clube de contar com uma fonte de renda relevante. Quem sabe a gente leva de capricho e em 2015 o Avaí pinta nos Top 20.
Esperamos que agora, oxigenada pela polpuda cota de TV da série A, a diretoria entenda a importância do seu Depto de Marketing e lhe destine uma verba capaz de implementar campanhas que chamem o torcedor para se relacionar mais e melhor com o clube. Fonte base blog Toque de Letra

Tradição e simplicidade, não tem erro

| 0 comentários
Numa campanha de lançamento muito bem elabora pelo Cruzeiro, ontem as redes sociais do Brasil e exterior foram tomadas pelas imagens da nova camisa desenhada pela Penalty para o campeão brasileiro de 2014. A fabricante apostou na tradição e simplicidade e não deu outra: 85% de aprovação e um grande interesse de compra por parte dos torcedores, já que o lançamento oficial da coleção 2015 vai acontecer apenas no mês de janeiro. Por aqui a gente fica torcendo para que a Fila apresente ao Avaí uma camisa com mais qualidade e um desenho diferente do atual, que é um reaproveitamento do modelo usado pelo rival do Estreito no distante ano de 2011.

Avaí, aqui futebol se decide no campo

| 0 comentários
Embora se diga que de cabeça de juiz e bumbum de bebê nunca se sabe o que vai sair, ontem o bom senso prevaleceu e o STJD apenas confirmou o que todos já sabiam: uma das 20 vagas da série A é do Avaí e não tem tapetão que tire esse direito conquistado dentro do gramado.
Na sessão desta quinta-feira o Pleno do STJD decidiu por 4 votos a 2 pela absolvição do Icasa, que havia sido excluído da Série B em outubro, e a direção azurra mantém seus planos orçamentários para 2015 com um tantão assim acima daqueles miseráveis R$ 3 milhões da segundona nacional.
Lemos no site oficial do Leão que o evento jurídico foi acompanhado por Nilton Macedo e Delfim Peixoto Filho, que de bobos não têm nada, e lá se fizeram presentes para colocar a última pá de cal nas intenções do América Mineiro.
Como disse no Twitter, se o Avaí estivesse diretamente envolvido, certamente teria saído do Rio com uma derrota nas costas. Tapetão não é nosso expertise, aliás, temos muito orgulho desse clube ser péssimo de tapetão. Com o Avaí é no CAMPO que o futebol se decide. Essa já é uma tradição.

Avaí entre os 25 mais valiosos do Brasil

| 0 comentários
Segundo o relatório publicado pela Pluri Consulturia, os 25 times mais valiosos do Brasil fecharam 2014 com valor de mercado total de seus elencos de R$ 2,87 bilhões. O valor é o menor dos últimos quatro anos. Além de ser o mais bem avaliado (R$ 273,7 milhões), o Cruzeiro também foi o mais cresceu: 27,2%. O Avaí subiu duas posições, com avaliação de mercado em R$ 46,6 milhões.

Uma perda, uma aposta e um ganho

| 0 comentários
Enquanto a imprensa paulista já informa Pablo como reforço a Ponte Preta, sem dúvida uma grande perda para o Avaí, por aqui  primeira contratação é o lateral esquerdo Sander Bortolotto, de 24 anos, que estava jogando no Rio Branco-AC. Segundo Chico Lins em entrevista para o Infoesporte, o rapaz foi indicado para o técnico Geninho, que aprovou a negociação sem maiores delongas.
Sander - Foto Duaine Rodrigues
Tendo no currículo a disputa do Gauchão defendendo as cores do glorioso São José-RS antes de se deslocar para o Acre, o Gerente de Futebol do Avaí trata de respeitar nossa inteligência ao declarar de bate pronto que Sander é uma aposta. A gente sabe e espera que o moço signifique um ganho de qualidade para a temporada do ano que vem.
Mas essa quinta-feira ainda nos brinda com mais um capítulo extra da série B de 2014. Hoje o STJD julga o caso Icasa, onde o Avaí entra como parte interessada, haja vista que poderia perder seu acesso no tapetão.
O leitor do blog deve ter percebido que nada comentamos sobre esse julgamento. Também pouco importaram as manchetes e conteúdos sobre esse tema que seria "o crime do século". A razão dessa indiferença é que se não há motivo para o torcedor se preocupar, por que se preocupar? Se o nosso Jurídico sempre afirmou que não tem como perder essa peleja, então já ganhamos, oras!

Meia chega pelas mãos de Uram

| 1 comentários
Segundo o portal CNEWS, Edinho, o meia revelação e destaque do Fortaleza em 2014, vai jogar a próxima temporada pelo Avaí. A vinda do atleta já foi informada à diretoria do tricolor pelo seu empresário, Eduardo Huram, e confirmada pelo jogador. A matéria diz ainda que Edinho completa 20 anos no primeiro dia de 2015 e que apesar de jovem, como titular foi decisivo para a equipe.

Camisas infantis mais vendidas em 2014

| 0 comentários
Não é de hoje que as crianças brasileiras olham para a Europa com brilho nos olhos quando o assunto é futebol. Esse cenário é ainda mais sentido nas categorias de base dos nossos clubes, onde vestir a amarelinha já não é mais o sonho de consumo dos futuros atletas profissionais.
Um exemplo desse fascínio foi o resultado de um ranking divulgado pela loja Centauro, publicado na edição impressa da revista Placar deste mês, que lista as camisas infantis mais vendidas em 2014 nas 186 lojas da marca, entre janeiro e outubro deste ano. O levantamento mostra a mudança de comportamento dos jovens torcedores, com forte avanço do interesse pelos times estrangeiros.
O espaço tomado dos times nacionais é muito evidente nesta lista dos 10 times que mais venderam camisas infantis nesta temporada, onde aparecem apenas quatro escudos brasileiros: Barcelona, Palmeiras, Manchester City, Flamengo, Manchester United, São Paulo, Corinthians, Bayern de Munique, Real Madrid e Chelsea. Se os grandes do Brasil queriam uma boa razão para arregaçarem as mangas e tomarem uma atitude, aí está ela. Mãos à obra, senhores. Fonte base blog Mantos do Futebol

Novo dono, novo nome, novo escudo

| 1 comentários
A ideia é do avaiano Jaison, via Twitter, qua ainda não sabe o novo CNPJ do rival do Estreito.

Avaí, renovar para reforçar

| 0 comentários
Diferente de outras épocas, quando todo time que abocanhasse uma conquista para o clube era automaticamente ovacionado pela alcunha de "guerreiro", vimos que nesse ano a coisa não foi bem assim, não. Embora feliz pelo acesso à série A, o torcedor avaiano soube separar a razão da emoção e fez coro na renovação de quase todo elenco, reconhecidamente limitado até pelos dirigentes.
Pablo, a Macaca quer - Foto Marcelo Silva
Fora Marquinhos, Pablo e Vagner, os demais ficaram na média das sofríveis equipes da segundona recém finalizada. Pablo, inclusive, foi o único atleta do Avaí a receber uma proposta durante a Série B. Ele foi procurado por Palmeiras e Flamengo, mas na época o clube se negou a negociar, coisa que também em outras épocas teria sido realizada de bate pronto para "não prejudicar a carreira do profissional". Se fosse para o Flamengo, então, o "clube certo", nem precisaria pagar, e o leitor sabe do que estamos falando.
Nesse momento o Maior de SC encontra dificuldade para renovar com o zagueiro, haja vista que a interessada Ponte Preta aumentou a proposta inicial e a sua permanência está cada vez mais ameaçada. Já Vagner tem propostas de Botafogo e Palmeiras e seu contrato está chegando ao fim.
Segundo o portal Infoesporte, Roberto e Eltinho já renovaram e a diretoria também negocia com Antonio Carlos, Eduardo Neto, Eduardo Costa, Marrone e João Filipe. Como já comentado aqui, ainda é cedo, o Avaí trabalha forte no mercado, mas por enquanto garantiu apenas um banco de reservas encorpado para 2015. Força, Chico e Geninho!

O rival tem um novo dono

| 0 comentários
E não é o seu torcedor. Na noite de ontem Wilfredo Brillinger se aproveitou da desorganização da oposição (sem candidato, sem estrutura e sem propostas) e reelegeu-se presidente. Também fez maioria no CD e encaminha o arrendamento da instituição pelos próximos 15 anos. Ainda não se sabe se haverá o rebatismo do clube, mas Wilfredense FC é o nome preferido pelo seu novo dono.